lunes, 1 de octubre de 2012

VULCÃO

VULCÃO

Vulcão que em nosso amor, é a fiança
De toda esta explosão perfeita em glória,
Meu corpo tão sedento já se lança
Tocando o teu prazer, refaz a história,

E o gozo tão sublime que se alcança
Sem par, eternizado na memória.
A vida em mil prazeres sempre alcança
O canto que permite tal vanglória.

Ser teu é ter um sonho realizado,
Vertentes deste rio em bela foz,
Certeza de que há luz depois e após

Mergulho nos teus mar, teu manso prado,
Adentro em teus castelos, cavaleiro,
Guardando dentro em mim, aroma e cheiro.

MARCOS LOURES

No hay comentarios:

Publicar un comentario