miércoles, 3 de octubre de 2012

SENDA SUBLIME



SENDA SUBLIME

A senda mais sublime aonde eu possa
Vencer os meus antigos vãos temores,
E sei que poderia aonde fores
Em flores a estação além da fossa,

Assim cada palavra sendo nossa
Ousasse perpetrar raros fulgores
Multiplicando em luzes fartas cores,
Iluminada fonte nos acossa.

Restauro em cada verso o mais que pude
Viceja intensamente em tempo rude
A plenitude feita em vida clara,

E quanto mais me pego imaginando
Vagando por espaço audaz e brando,
Adentro sem pensar nesta seara...

MARCOS LOURES

No hay comentarios:

Publicar un comentario